André Duarte – Diretor Financeiro da Rede Lojacorr

Temos acompanhado os anseios e as preocupações de muitas pessoas com as mudanças, principalmente no que tange às inovações tecnológicas. Que o mundo está mudando, todos sabemos desde que nascemos, não é verdade? Concorda que a diferença agora é a velocidade com que essa mudança está acontecendo? Realmente é impressionante a forma como tudo está se transformando, inclusive e, principalmente, na forma de comercializar seguros.

É preciso que o Corretor de Seguros entenda seu verdadeiro papel na indústria da proteção, para que, em parceria com as seguradoras (que distribuem os produtos), possam atender os interesses dos seus segurados. É preciso pensar e agir em prol de uma parceria forte, inclusive envolvendo o cliente segurado, pois essa “conta” tem que fechar para todos. Deve haver equilíbrio em toda a cadeia. Precificação correta, conforme o risco real do bem segurado; resultado comercial para a seguradora e comissão justa para o corretor de seguros que exerce o papel fundamental de representante legal dos genuínos interesses do seu cliente segurado.

Ao conectar toda essa cadeia produtiva, a Lojacorr equilibra essa equação de forma natural para todos os stakeholders¹ da Rede, pois opera como plataforma digital que gera e agrega valor para todas as empresas que, de alguma forma, se tornam o ‘remédio’ para as ‘dores’ dos corretores que são a força motriz desse especializado canal de distribuição. Sozinhos, todos enfraquecem. Juntos, formamos o maior ecossistema de solução para distribuição de seguros e produtos financeiros do Brasil. Em suma, para ajudar o brasileiro a se proteger mais e melhor, há uma preocupação genuína com a necessidade de proteção dos segurados por parte dos corretores da Rede que distribuem os produtos disponibilizados pelas melhores seguradoras do país, as quais, ganham em capilaridade e se fortalecem com o canal de distribuição da Lojacorr, pois estão conectadas com soluções disponíveis em tecnologia, treinamento, operação e capacitação, além de todas as empresas que se conectam com a Rede, e que tornam a vida do corretor de seguros mais simples e focada no que ele sabe fazer melhor: atender e proteger seus segurados.

É preciso que o Corretor de Seguros entenda seu verdadeiro papel na indústria da proteção.

André Duarte

Adam Smith citou há mais de duzentos anos no famoso exemplo da “fábrica de alfinetes” que a produtividade aumenta significativamente quando se divide o trabalho nas especialidades. Nesse exemplo, ao invés de um operador fabricar o alfinete sozinho de ponta a ponta, ele se especializa numa parte da operação que, somado aos demais (em colaboração) entregam um resultado muito maior. ”Um trabalhador sozinho talvez fosse capaz de produzir uns 20 alfinetes por dia, ou talvez até mesmo um só por dia se tivesse que conduzir o processo do começo ao fim. Enquanto que numa pequena fábrica de alfinetes com 10 pessoas, graças ao processo integrado de produção e a grande divisão do trabalho, um trabalhador era capaz de produzir até 4.800 alfinetes por dia na média”, (A Riqueza das Nações, 1776). Assim é a Rede Lojacorr. Cada um especializado no que melhor sabe e tem capacidade para fazer, focado na sua parte do negócio para que o resultado do todo seja eficiente, estável, equilibrado e autossuficiente. Portanto, um verdadeiro ecossistema na sua essência.

Certamente continuarão aparecendo inúmeras soluções e muitas outras formas de fazer tudo melhor. Assim é a evolução. Contudo, o meio sempre mudará e se adaptará, conforme as inovações. O que continuará sempre imutável são as pessoas, que continuarão com suas necessidades de alimentação, locomoção, proteção etc. Entre B2B²/B2C², o que mais importa é o H2H (humano para humano), ou seja, como entendemos e fazemos negócios com as pessoas, pois, independente da forma que se comercializa qualquer coisa, sempre haverá a necessidade de no mínimo duas pessoas buscando solução para suas necessidades. Assim sendo, as empresas que focarem nos genuínos interesses das pessoas, estarão sempre um passo à frente.

 

Fonte: ARTIGO PUBLICADO NA REVISTA CORRETORA DO FUTURO

27ª edição | ano 5 | 2019 | jan/fev/mar

 

 

¹ Stakeholder significa público estratégico e descreve uma pessoa ou grupo que tem interesse em uma empresa, negócio ou indústria, podendo ou não ter feito um investimento neles. Em inglês stake significa interesse, participação, risco. Holder significa aquele que possui.

² B2B significa “Business to business”, ou “Empresa para empresa”, e o B2C significa “Business to Consumer” ou “Empresa para consumidor”. Quando falamos que um negócio é B2B, quer dizer que seu público-alvo são outras empresas – e não o consumidor final, como é o caso de empresas B2C.