Muito tem se falado que o mundo não voltará a ser o que era antes. Quando a pandemia passar nós não seremos mais os mesmos.

 

Nossos hábitos e a forma como consumimos terão mudado e a nossa relação com a tecnologia tende a ser muito mais intensa. Também milhões de pessoas pelo mundo descobriram que não precisam necessariamente estar num escritório para trabalhar e serem produtivas. Muitas das inúmeras viagens de trabalho talvez não sejam mais tão necessárias. 

 

Ainda tivemos a oportunidade de vivenciar o que sempre se falou, mas agora experimentamos intensamente: nossa forte interdependência uns com os outros. Para que pudéssemos manter a nossa saúde e o nosso bem estar, ficou clara a importância de olharmos e agirmos uns pelos outros. 

 

Eu só posso estar bem se quem está a minha volta também está. Eu preciso me manter bem para que quem estiver a minha volta também esteja. 

 

Essa grande rede social e econômica que vivemos é toda integrada e interdependente. A necessidade de agirmos individualmente para que coletivamente possamos nos manter saudáveis.

 

Nossos atos já impactavam a vida dos outros, sempre foi assim, porém a velocidade e a dinâmica da vida, talvez tenha ofuscado o que agora se tornou óbvio. Nós precisamos uns dos outros, nós precisamos proteger nosso ecossistema, nós vivemos numa grande comunidade.

 

O Novo Normal será apenas uma questão de consciência que potencialmente foi ampliada. Não é tão Novo assim é apenas uma mudança de perspectiva. Sendo assim isso tudo que estamos vivendo vai nos transformar.

 

O lado bom é que seremos melhores, melhores uns pelos outros.

 

 

Fonte: Revista Apólice