Rede Lojacorr cria ‘Juntos Protegemos’ e, com parceiros, apoiará instituição de saúde de Curitiba

 

Com o intuito de ampliar a missão de proteger, a Rede Lojacorr criou o programa de ação social ‘Juntos Protegemos’, estruturado para se perpetuar após a pandemia, que conta com apoio de grandes parcerias. Nessa primeira edição, os parceiros apoiadores são as companhias HDI Seguros e Mitsui Sumimoto Seguros. O programa ‘Juntos Protegemos’ irá destinar 100% dos recursos obtidos para a instituição beneficiada e o doador participante pode escolher diferentes valores para contribuir.

 

Para estrear o programa, a Rede Lojacorr escolheu o Pequeno Príncipe, maior hospital pediátrico do País, como instituição beneficiada, por ser um centro de referência no diagnóstico e tratamento de crianças e adolescentes, além de ser filantrópica, destinando 70% dos atendimentos ao Sistema Único de Saúde – SUS. A verba angariada tem destino certo: manter as atividades de assistência à saúde do Hospital e assim ajudá-lo a superar os desafios da pandemia. Qualquer pessoa física ou jurídica pode contribuir sem sair de casa, por meio deste endereço.

 

De acordo com a analista de Comunicação Interna da Rede Lojacorr, Nicollie Catine, o Pequeno Príncipe foi escolhido em primeiro lugar porque, com a chegada da pandemia, o Hospital adotou uma série de medidas que, apesar de essenciais, afetaram diretamente a sustentabilidade econômico-financeira da instituição. Novos leitos exclusivos de UTI e de áreas de isolamento foram definidos , novos protocolos foram adotados, treinamentos com as equipes de assistência foram feitos, novos equipamentos e um maior estoque de medicamentos, insumos e EPI’s tiveram que ser adquiridos. Sendo assim, as despesas aumentaram vertiginosamente. Em contrapartida, foram suspensos os atendimentos e as cirurgias eletivas (o que acarretou uma queda de 90% no número de cirurgias) e cancelados todos os eventos que auxiliam na captação de recursos da instituição, o que fez o faturamento despencar. “Como a nossa missão é proteger, pensamos numa forma de unir forças e agir em prol dos projetos em que a Rede acredita”.

O Hospital Pequeno Príncipe se preparou para a enfrentar o coronavírus, mas não deixou de atender as emergências e os pacientes crônicos, já em tratamento. “O enorme déficit operacional que o Hospital tem anualmente foi agravado pelos impactos da pandemia. Nós contamos com o apoio de pessoas e empresas para continuar transformando a vida de milhares de crianças. Ao longo de mais de 100 anos, temos o privilégio de reunir apoiadores que compreendem a importância da causa da saúde e isso é um privilégio alcançado com muito trabalho, pela nossa missão de proteger as crianças por meio da assistência, do ensino, da pesquisa e da mobilização social, fortalecendo o núcleo familiar”, explica a diretoria executiva do Pequeno Príncipe, Ety Cristina Forte Carneiro.

Nicollie Catine explica que as doações para essa primeira fase do ‘Juntos Protegemos’, destinada ao Hospital Pequeno Príncipe, podem ser feitas até o dia 30 de novembro. Além disso, as próximas causas a serem ajudadas já estão em fase de desenvolvimento e logo serão informadas para a Rede e externamente, que terão a sugestão de colaboradores sobre futuros destinos.

O diretor de Mercado e Operações da Rede Lojacorr, Luiz Longobardi, acrescenta que todo profissional securitário, assim como companhias seguradoras, tem em seu DNA a proteção. “Em situações de sinistros, riscos e grandes causas sociais, como essa do HPP, nos identificamos com a necessidade de contribuir de alguma forma. Por isso, poder contar com a HDI e a Mitsui para construir o projeto nos faz acreditar na força do ecossistema do mercado segurador”, finaliza o gestor.

 

Fonte: JRS